A natureza é a maior aliada na sua saúde

Diversos estudos indicam que entrar em contato com a natureza traz benefícios para a saúde.

O cotidiano nas grandes cidades, com a constante poluição visual, auditiva e até do ar, somado à ausência de um contato com a natureza, acaba comprometendo grandemente a saúde do homem moderno. A saúde sai perdendo não só por conta do ambiente urbano que é ruim, mas também porque o ambiente vivo, verde, natural está cada vez menos presente na rotina do ser humano.

Diversos estudos defendem a importância da natureza para a saúde e para o tratamento de inúmeras enfermidades. Vamos descobrir um pouco mais sobre esses benefícios?
 
 
1. Promove o bem-estar e a saúde emocional
Os estímulos presentes na natureza fortalecem as conexões cerebrais. A capacidade cognitiva, intelectual e a memória também são afetados. De acordo com um estudo desenvolvido na Universidade de Stanford, estar junto da natureza ajuda a diminuir os pensamentos negativos e a aumentar os positivos. Isto, além de porporcionar uma mudança imediata de comportamento, também produz resultados a longo prazo, ajudando, por exemplo, a reduzir os sintomas de depressão e de estresse.
 
Passar um tempo em contato com a natureza e realizar tarefas relacionadas a ela, como cuidar de um jardim ou de uma horta, ou realizar caminhadas diárias com o pé descalço sobre a grama nas primeiras horas da manhã ajudam muito no combate ao estresse diário.
 
Estudos também mostram a importância da natureza para potencializar o bom humor. A luz do sol contribui para elevar o humor das pessoas, enquanto a prática habitual de exercícios ao ar livre promove a sensação de relaxamento, euforia e bem-estar. Esses ingredientes são vitais para a saúde emocional e garantem maior qualidade de vida.
 
 
 
2. Fortalece a saúde física e a imunidade
Não é só a mente que se beneficia com a natureza. A natureza também traz grandes benefícios para a saúde física, principalmente quando está associada à prática de exercicios físicos. Um exemplo disso é a caminhada. A caminhada por si só já é excelente para a saúde, mas a caminhada em meio à natureza é muito mais benéfica do que quando feita em meio a prédios e avenidas.
 
Uma pesquisa realizada pela Universidade de Chilba, no Japão, concluiu que a caminhada em ambientes naturais estimula a defesa do organismo, ao verificar um aumento de 56% nos níveis de glóbulos brancos (que são as células de defesa) no sangue dos indivíduos que realizavam este tipo de atividade física. Além dos glóbulos brancos, foram analisados ainda a quantidade de cortisol (um indicador de estresse), pressão sanguínea e batimentos cardíacos entre os indivíduos que faziam caminhadas em ambientes urbanos e naturais. A pesquisa apontou para uma diminuição de 16% no cortisol, de 4% para batimentos cardíacos, de 2% para a pressão arterial, entre outros efeitos benéficos para os praticantes da caminhada em áreas verdes.
 
 
3. Estimula a prática de atividade física
Quem faz atividade ao ar livre também tende a ser mais fiel e assíduos nos treinos do que aqueles que praticam atividades físicas em academias e ginásios. Ninguém sabe ao certo como essa mágica acontece. Mas, ao contrário dos ambientes fechados que costumam ser um convite ao sedentarismo, os ambientes ao ar livre tornam as pessoas mais ativas e dispostas a fazer uma caminhada, andar de bicicleta ou passear com um animal de estimação. O fato do ser humano se sentir bem e se adaptar com muita facilidade à natureza contribui para o seu comprometimento e regularidade na prática de atividade física.
 
 
4. Contribui para a síntese de vitamina D
A vitamina D é uma vitamina essencial para a manutenção da saúde dos ossos, pois promove a absorção de cálcio pelo organismo, além de ter papel importante para muitas funções metabólicas, musculares, cardíacas e neurológicas.
A vitamina D pode ser encontrada na alimentação, mas também é produzida pelo corpo a partir do contato dos raios solares com a pele. Para que a vitamina D seja metabolizada, é necessário que as extremidades superiores e inferiores estejam expostas à luz solar. No entanto, é preciso cuidar com o tempo e o horário de exposição ao sol, sendo o começo da manhã e o final da tarde os horários mais recomendados.
 
Atualmente, um grande número de pessoas apresenta carência de vitamina D, mas a maioria não percebe porque os sintomas são muito sutis. A deficiência de vitamina D pode acarretar sérias consequências como ossos fracos e quebradiços, problemas imunes, cognitivos e muitos outros. Portanto, investir nos recursos naturais, como o sol, pode fazer mais pela sua saúde do que você poderia imaginar.
 
 
5. Auxilia no tratamento de enfermidades
Umas das primeiras pesquisas sobre o assunto foi realizada por Roger Ulrich em 1984, num hospital na cidade de Filadélfia (EUA), avaliando a influência da paisagem na recuperação de pacientes submetidos a procedimentos cirúrgicos. Ele comparou pacientes em quartos com janelas voltadas para árvores com aqueles cujos quartos ofereciam vista para uma parede de tijolos. Seus resultados demonstraram que pacientes com acesso ao verde saíram mais cedo do hospital, tomaram analgésicos mais fracos ou em menos quantidade, tinham menos comentários críticos sobre a enfermagem e menor número de pequenas complicações pós-cirúrgicas.
 
A partir da pesquisa de Ulrich, citada em numerosos trabalhos, muitos passaram a defender a construção de mais áreas verdes em hospitais e até mesmo o contato com a natureza como uma forma de medicina preventiva.
 
Portanto, a localização de uma clínica e a sua oferta de contato com a natureza podem otimizar muitos tratamentos. Árvores, jardins, flores, campos verdes e ar puro são ferramentas vitais para o reestabelecimento da saúde e que muitas vezes superam qualquer tratamento convencional.
 
 
 
Você já deve ter percebido que se o ar puro e as árvores não estão incluídos na sua vida, você e a sua saúde estão perdendo muito. Mas calma, nem tudo está perdido. Tire alguns dias de folga, ou reserve alguns dias das suas férias ou um feriado prolongado para ir a um lugar cercado de vegetação e longe dos centros urbanos. Clínicas de medicina alternativa, spas ou até hotel fazenda são ótimas opções. E mesmo que sua rotina diária seja exaustiva e corrida, reserve alguns minutinhos para ter contato com a natureza. Escolha o caminho para o trabalho que cruza um parque, leve seu cachorro para passear na praça, faça uma horta em casa e cuide dela todos os dias, enfim, use a criatividade. Trinta minutos em contato com a natureza são necessários para você sentir os benefícios na sua saúde!